You are currently viewing Como fazer E-mail Marketing

Como fazer E-mail Marketing

Muitas pessoas falam que o e-mail marketing morreu, baseado no uso próprio do e-mail pessoal, mas isso é mito. Aqui te mostrarei o valor dessa mídia digital e como você pode começar a usar para a sua empresa.

Dentre as mídias utilizadas no marketing digital, o e-mail é uma das principais maneiras de criar e nutrir relacionamentos com uma base de contatos interessados.

Ainda em dúvida se e-mail marketing é uma boa opção para usar nas estratégias do seu marketing digital? Olha esses dados:

  • Funcionários passam, em média, 13 horas de trabalho semanais checando suas caixas de entrada. (McKinsey & Company)
  • 92% dos usuários adultos usam e-mails, com 61% deles utilizando diariamente. (Pew Research)
  • A probabilidade de você conquistar um click-throught em um e-mail é 6x maior do que em um tuíte. (Campaign Monitor)
  • Quando uma compra é resultado do recebimento de uma mensagem de marketing, e-mails tem a maior taxa de conversão (66%) se comparado com redes sociais, anúncios e outros. (DMA)
  • Uma mensagem tem 5x mais probabilidade de ser vista em um e-mail do que no Facebook. (Radicati)
  • E-mail marketing tem um ROI de 3.800%. A cada R$ 1,00 investido, há um retorno de R$ 38,00. (DMA)
  • 29% dos profissionais olham para o ROI na hora de avaliar a eficiência dos emails. (DMA)
  • 77% do ROI do e-mail vem de campanhas segmentadas, personalizadas e disparadas por um evento do usuário. (DMA)
  • 83% dos profissionais de marketing do mercado B2B utilizam newsletters para suas estratégias de marketing de conteúdo. (Content Marketing Institute)
  • 76% dos times de marketing veem um crescimento considerável em suas listas de email. (Ascend2)
  • 59% dos profissionais de marketing afirmam que emails são a melhor forma de gerar receita no mercado B2B. (BtoB Magazine)

Passo a passo para fazer e-mail marketing

Defina seu objetivo e estratégia

Como tudo no marketing, fazemos as ações a partir de um objetivo. Qual o problema você quer resolver? Ou qual a oportunidade você quer explorar?

Alguns dos seus objetivos para uma ação de e-mail marketing poderão ser: aumentar as visitas ao seu blog ou site, aumentar as suas vendas, obter feedback através de um formulário de pesquisa, aumentar a sua base de dados ou simplesmente se relacionar com o seu público.

E baseado no objetivo você define a estratégia para conseguir atingir aquilo. No exemplo de aumentar a sua base de dados, uma estratégia seria enviar e-mail com materiais gratuitos para baixar através de uma landing page. Deu pra entender, né?

Escolha o disparador de e-mail marketing

Existem várias ferramentas de e-mail marketing no mercado, de gratuitas a pagas. Na minha experiência com e-mail marketing já usei Responsys da Oracle, All in da Localweb, RD Station e o Mailchimp.

Não existe melhor ou pior, depende do tamanho da sua empresa, da sua base de dados, do valor de investimento que tem disponível. Não adianta ter uma ferramenta robusta como a Responsys sendo que você é pequeno e está iniciando hoje com e-mail marketing.

Por isso sempre sugiro para meus clientes o Mailchimp. Sua versão gratuita oferece até 2.000 contatos, possui templates de e-mails, landing pages. Dá pra fazer um bom trabalho nele.

Crie sua lista de e-mails

Uma boa lista de e-mails é o principal ativo para você iniciar a disparar e-mails marketing. Mas não caia no erro de comprar listas de e-mails. Isso será péssimo para a sua marca e empresa.

Uma das boas práticas de e-mails marketing é que o seu público tenha dado permissão para você enviar e-mails marketing para ele. De que forma? Eles preenchem formulários em landing pages para baixar algum conteúdo, um e-book, ou participar de algum evento.

Formulários ao longo do blog e site também são indispensáveis. Incentive os seus leitores a se inscreverem na sua lista para receberem atualizações diretamente em suas caixas de entrada.

Boas práticas de e-mail marketing

Personalização do Rementente: ter um nome de pessoa ao invés do nome da empresa tende a ter uma maior abetura.

Assuntos irresistíveis: ao criar um assunto, procure usar entre 25 e 40 até 50 caracteres, que é a média exibida por provedor. E capriche pois ele é o responsável pelas aberturas dos e-mails.

Tamanho/Peso do e-mail: tenho um equilíbrio de imagem e texto, se for um e-mail só com imagens ou muito pesado os servidores de e-mail entenderão que é um SPAM.

Call-to-action: é a chamada da ação que você quer que o leitor siga o caminho até o objetivo traçado. A taxa de clique é sempre maior quando o botão é colocado nos primeiros 300px de altura do e-mail e que tenha somente um objetivo.

Descadastro: é melhor o lead querer se descadastrar da sua base do que se irritar e te colocar como SPAM. Por tanto deixe sempre um link de descadastro nos seus e-mails.

Frequência: comece disparando um e-mail por semana e vá aumentando de acordo com o que você tiver de contéudo para entregar. Conforme a sua base for crescendo dá para segmentar também e disparar mais e-mails.

Analise os resultados

Analise as principais métricas que são:

  • Abertura: número absoluto de abertura.
  • Aberturas/Entregues (%): tem noção se o assunto ou a campanha foi boa.
  • Cliques: número absoluto de cliques no e-mail.
  • Cliques/Entregues (%): analisa o engajamento com seu e-mail, se a segmentação está certa.
  • Cliques/Aberturas (%): analisa se o texto do e-mail fez sentido, se a oferta foi boa.

Conclusão

Se você tinha dúvidas de como fazer um e-mail marketing e se era uma boa investir nessa mídia, acho que te mostrei o caminho das pedras para criar um relacionamento com seus leitores, futuros clientes.

Conta nos comentários o que achou. Vai começar a fazer captação de leads e disparar e-mail marketing?

Confira também as Tendências de Marketing Digital 2022.

Deixe um comentário